Notícias

Confira as principais informações do setor

A ciência afirma: macarrão é um alimento aliado à dieta saudável

Todo mundo gosta de uma massa! Seja macarrão, lasanha ou nhoque, entre tantas opções que dão água na boca, todas são fontes de carboidratos, nutriente responsável por dar energia ao nosso corpo e organismo. Mas, por que será que para algumas pessoas o carboidrato ainda é um vilão? De acordo com Vanderli Marchiori consultora em nutrição da Associação Brasileira da Indústria do Trigo (Abitrigo), este mito é devido à falta de informação adequada e orientação de um profissional da área da saúde, como um nutricionista, nutrólogo ou endocrinologista.
“A grande questão é que nada deve ser evitado em nosso cardápio diário, mas sim consumido em quantidades adequadas para cada pessoa. Sendo assim, não é o alimento o grande problema de quem quer perder peso, mas o quanto dele é consumido”, explica a nutricionista.

Segundo pesquisa realizada pelo Hospital St. Michael, no Canadá, o macarrão tem baixo índice glicêmico e deve ser considerado uma excelente opção de carboidrato. A pesquisa mostrou que, quando aliado a uma dieta saudável, o alimento não induz o ganho de peso por não levar o organismo picos de açúcar como outros do mesmo grupo alimentar.

“O índice glicêmico indica a capacidade que um alimento tem de induzir o aumento da glicose no sangue e esse número vai depender da característica do alimento: geralmente, aqueles com mais fibras e integrais, costumam ter índice mais baixo”, pontua Vanderli. A especialista ressalta que o equilíbrio nutricional passa por termos entre 40 e 55% de carboidratos em nosso consumo calórico diário e os produtos que são fontes destes nutrientes devem ser variados.

A especialista faz um alerta para quem ainda insiste em fazer dietas com isenção do nutriente: “Dietas sem carboidratos reduzem a atenção vigilante das pessoas e também comprometem o funcionamento cerebral. Este estilo restritivo também provoca alterações de comportamento gerando maior irritabilidade e oscilações de humor”, diz.

Fonte: ABITRIGO