O que é a Farinha de Trigo?

Conheça o principal derivado do Trigo

O processo de moagem do grão do trigo dá origem, em média, a 75% de farinha e 25% de farelo.

Atualmente há no mercado uma grande variedade de farinhas de trigo refinadas brancas e amarelas (especiais), farinhas integrais (grossa e fina), farelo, fibra, gérmen, flocos, grão inteiro e triguilho (grão triturado, usado no preparo de quibes saladas, por exemplo).

A mais usada no Brasil é farinha Tipo 1 ou especial, produzida a partir da moagem do miolo do grão com um mínimo de farelo da casca. A do Tipo 2, é extraída da parte mais externa do grão do trigo (próxima da casca), apresenta uma coloração mais escura e amarelada, possui grãos mais grossos e absorve menor quantidade de água. Já a farinha integral é feita a partir da moagem do grão completo, por isso tem alta quantidade de fibras que promove maior absorção de água.

Todos esses produtos são destinados à fabricação industrial e artesanal de pães, massas e biscoitos e, também, ao segmento doméstico.

Confira a participação desses setores no total de farinhas comercializadas nacionalmente:

56%

Panificação

15%

Macarrão

10%

Biscoitos

10%

Uso doméstico

9%

Outros segmentos.